• Eis que estou convosco sempre, até à consumação dos séculos.

  • Deus amou o mundo de tal maneira! Cada pessoa.

  • O futuro é tão promissor quanto as promessas de Deus.

  • Sua alegria. Nossa força.

  • Buscando primeiro o Seu reino.

Âncora

   

Espaço dos Diretores

  • O Poder do Reconhecimento

    [Acknowledgment Power]

    Jay, um homem como Jesus

    Quando o Senhor me deu a oportunidade de testemunhar para um jovem, Jay, comecei a conversa mencionando algumas de suas admiráveis qualidades. Apesar de só o ter visto uma ou duas vezes, quando ele consertou umas coisas para nós, eu já tinha ouvido várias pessoas comentarem que ele era muito gentil e doce, honesto e sincero, e sempre prestativo.

    Neste caso, o Senhor me mostrou para usar tudo de positivo que ouvi a seu respeito para puxar conversa. Ele veio para consertar um problema no encanamento, então tivemos um tempinho para conversar. Aproveitei para passar para ele alguns elogios que outras pessoas tinham feito a seu feito.

    Eu lhe disse: “Jay, você me lembra de Jesus. Sabe por que digo isso?” Pelo jeito ele não fazia ideia, mas abriu um grande sorriso e respondeu: “Não sei não”. Expliquei que Jesus era fiel em cuidar das necessidades das pessoas, não importam quais fossem, que Ele humildemente fazia o bem, tinha consideração compaixão e amor pelos outros.

    “Jesus dá diferentes dons a cada um de nós, habilidades que, se escolhermos desenvolvê-las podem se tornar algo maravilhoso que efetua mudança na vida de outros. Às vezes são dons práticos, como um talento, capacidade ou facilidade em aprender certas. Outras vezes são dons espirituais, como, por exemplo, curar os doentes, ou ter uma profunda compreensão do íntimo de outra pessoa. Qualquer que seja o dom, o propósito é manifestar o Seu amor de alguma forma.

    “É por isso que você faz lembrar Jesus. Eu acho que Ele lhe deu um dom especial, que a Bíblia chama de ‘dom de prestar ajuda’. Para você talvez seja uma reação automática ajudar quando vê a necessidade ou alguém batalhando com algo. Talvez ache normal agir assim, mas é algo que outros consideram especial. Zelar pelas pessoas e agir no sentido de ajudá-las é trabalhoso. Às vezes você se sente quase como um criado, mas ser um criado, ou servo, não é ruim. Na Bíblia, Jesus diz: “O maior dentre vocês deverá ser servo de todos (Mateus 23:11).

    “Jesus não achava ruim ser um servo; Ele passou a vida servindo aos outros, suprindo o que precisavam e se sacrificando para demonstrar Seu amor por elas. Eu acho que você em ótima companhia. Que melhor dom poderíamos ter do que aquele que reflete a natureza de Jesus?! Nesta vida nem sempre parece glorioso, mas neste mundo as aparências enganam. Muitos dos trabalhos mais importantes não aparentam ser grande coisa, no entanto são os que mudam corações e vidas, porque os que os fazem estão dispostos a qualquer coisa para ajudar quem precisa.”

    * * *

    Angelo, o anjo em eletrônica

    Eu acredito que procurar e mencionar as qualidades ou dons na pessoa a ajuda a reconhecer que ela tem valor para Deus. Quando mencionamos qualidades específicas e dons que observamos nas pessoas, salientamos a questão de que eles provêm de alguém que deseja cuidar delas e através delas, para favorecer a outros.

    Além disso, pode incitar a pessoa a fazer mais com o que recebeu e despertar nela o interesse em descobrir quais outras ferramentas Deus lhe deu para cumprir sua vocação e também a desenvolver uma conexão mais forte com Ele.

    Quero relatar mais algumas experiências desse tipo que tive.

    Eu raramente saio para fazer compras, pois é difícil devido ao meu problema de vista. Contudo, um dia, aproveitando que fui a uma consulta, parei numa loja de departamentos para procurar um produto. Entrei pelo setor de eletrônicos, onde tinha um jovem ao balcão querendo mostrar serviço, já que não tinham nenhum cliente. Quando passei ele abriu um alegre sorriso, então parei para lhe perguntar onde poderia encontrar o que estava procurando. Ele deu a volta no balcão, e pediu para eu esperar que ia buscar para mim. Depois de um tempinho ele apareceu com o produto exato que eu queria — e estava em promoção.

    Ele podia muito bem ter apontado na direção do setor ou me explicado onde eu encontraria, mas fez muito mais, ele próprio foi procurar o que eu precisava! Eu o elogiei pelo maravilho dom de prestar ajuda, porque ele fez com tanta alegria, mesmo tendo que dar um passo a mais para isso. Então lhe perguntei sobre outra coisa que precisava comprar, e ele imediatamente me acompanhou pela loja até o lugar onde estava o produto, e acrescentou que se eu precisasse de mais alguma coisa, podia pedir que ele estava à disposição.

    Um tempinho depois, quando voltamos para a entrada da loja, percebi que ele estava livre de novo, então decidi parar para conversar um pouco, pois queria mencionar algo sobre Jesus. Eu lhe disse que ele era um jovem muito simpático e prestativo, diligente e trabalhador. Então fiquei sabendo que seu nome era Angelo. Quando perguntei sobre sua família, ele explicou que era solteiro, porque não ganhava o suficiente para sustentar uma esposa, muito menos filhos. Comentei então que devia mesmo ser bem difícil, e ele respondeu que fazia o possível para ajudar os que tinham ainda menos do que ele.

    Angelo parecia ter tanto amor pelas pessoas que eu não consegui me afastar. Enquanto conversávamos, queria que Jesus me mostrasse a chave para o seu coração ou algo que eu pudesse dizer para impactá-lo. Ele me mostrou para fazer uma ligação positiva entre o seu nome e seu caráter. Eu disse então: “Sabe, Angelo, acho que o Senhor lhe deu um nome que se encaixa muito bem com você. Anjos são mensageiros do amor de Deus, e a sua gentileza transmite exatamente o que Deus deseja que as pessoas entendam a Seu respeito”. Ele ficou comovido com essas palavras.

    Antes de ir embora, dei-lhe um folheto, e disse: “Esta pequena mensagem de Jesus vai ajudar você a entender o grande amor que Ele tem por você, e também a saber que sempre estará ao seu lado. Se receber Jesus em seu coração, Ele sempre estará presente e nunca o deixará”.

    Ele ficou muito emocionado e com os olhos marejados. Eu lhe disse que ele ser tão afável, gentil e prestativo era muito importante para deixar seus clientes satisfeitos e à vontade, e que ele estava prestando um grande serviço a todos eles. Eu queria que ele visse que Jesus Se orgulha dele. Quem sabe? Talvez ele estivesse buscando e só precisasse de uma confirmação sobre Jesus e o Seu grande amor.

    * * *

    Mary, a cuidadora na loja de calçados

    Eu tive outra experiência desse tipo quando precisava muito de sapatos, então saí para comprá-los. Não é fácil encontrar sapatos que sirvam bem em mim, porque meus pés são “complicados”. O calçado tem que ser estreito no calcanhar e mais largo nas pontas — dificílimo! Então, quando chego ao ponto de desespero, saio para procurar sapatos, e a minha tendência é ir rápido para terminar logo e poder voltar para casa.

    Mary, a jovem atendente, era bem gentil e se esforçou demais para entender o que eu procurava. Obviamente ela queria vender os sapatos, mas a sua gentileza ia além; ela trouxe vários pares para eu experimentar, e dizia “Pensei num modelo que talvez sirva!” Ela me deu atenção o tempo todo, e só se afastou alguns momentos para atender outro cliente, mas sempre positiva, alegre, e com muita paciência ela procurava os sapatos que me serviriam. E isso demorou um tempinho.

    Tanto procurou que finalmente encontrou o sapato perfeito, e o seu rosto refletia sua satisfação. Quando estávamos saindo, eu lhe disse: “Mary, você me ajudou muito hoje, demorou um tempão e você teve que correr atrás, e fez o melhor que podia. Talvez o seu trabalho como vendedora seja apenas temporário, ou você tenha planos de continuar, mas posso mencionar algo que reparei?

    “Percebi que você se preocupa com cada cliente e quer que todos estejam confortáveis e satisfeitos. Dá para ver que você faz de coração, se empenha em animar as pessoas, como fez comigo. O cliente talvez entre na loja um pouco desanimado, como eu estava, achando que não vai encontrar o que precisa. Mas você fez tudo e mais um pouco para me ajudar. Estou muito agradecida por encontrarmos estes sapatos que serviram direitinho em mim. Sabe, Mary, encorajar, animar e fazer as pessoas felizes é muitíssimo importante. Você tem um sorriso lindo, olhos maravilhosos, se preocupa com o cliente, esses são dons que Deus lhe deu, e acho que você faz bom uso deles.

    “Vender calçados é um trabalho muito importante, porque é um item necessário, mesmo que seja apenas para manter os pés aquecidos e protegidos. Mas o mais importante para o cliente é a atenção que você dá a cada um. É bom continuar cultivando esse dom e sempre lembrar que fazer as pessoas felizes é uma das coisas mais importantes na vida.”

    Ela quase chorou quando ouviu isso. Então lhe dei uma gorjeta em agradecimento e acrescentei: “Mary, Jesus te ama muito e quer encorajar você hoje, porque a sua vida é importante e o que você faz é importante”. Ela ficou sem jeito, virou as costas bem rápido, chorando e sorrindo ao mesmo tempo.

    Eu fiquei muito feliz, porque lembrei que, antes de sair de casa, eu tinha orado para o Senhor me ajudar a pôr em prática o que prego, e não apenas correr do ponto A para o ponto B, mas estar consciente de que existem pessoas preciosas ao nosso redor que precisam de atenção. Eu estava ali fazendo algo muito mais importante do que apenas encontrar um par de sapatos que me servissem!

    Nunca se sabe como dar um apoio, ou dizer uma palavra de apreço ou encorajamento pode motivar alguém a alcançar novas alturas na vida. Os “dias das pequenas coisas”, os inícios na vida de alguém que o Senhor coloca no seu caminho, podem ser algo grandioso aos olhos de Deus. É assim que Ele vê as situações!!

     

  • Jun 30 A Prática do Cristianismo: Os Dez Mandamentos (Homossexualidade)
  • Jun 23 Jesus — Sua Vida e Mensagem: As Instruções para os Doze
  • Jun 16 Mais como Jesus: Reflexões sobre Fidelidade e Santidade
  • Jun 9 Jesus — Sua Vida e Mensagem: Apoiadoras e Discípulas
  • Jun 2 O Credo (Parte 10)
  • Mai 26 O Credo (Parte 9)
  • Mai 19 O Credo (Parte 8)
  • Mai 12 O Credo (Parte 7)
  • Mai 9 Pensamentos sobre o Rei
   

Membros

Conhecer outros…

Crenças

Mais…
  • De um modo geral, nossas crenças fundamentais são as mesmas abraçadas pelos demais cristãos em todo o mundo. Temos também algumas doutrinas não tradicionais. Uma característica que define nossa maneira de viver e nossa fé é a forma como aplicamos o princípio da Lei do Amor de Deus que, ensinou Jesus, se encerra em dois mandamentos, dos quais dependem “toda a lei e os profetas”.

Valores

Mais…
  • Senso de comunidade

    Acreditamos que nossa fé deve ser praticada em comunidade e em parceria com os outros. Procuramos cultivar um espírito de união, amor e irmandade. Juntos podemos fazer mais.

Sobre AFI

AFI Online é um site comunitário para membro da AFI internacional. AFI é um convívio cristão dedicado a dividir a mensagem do amor de Deus com as pessoas no mundo todo.

Visite nosso site principal se deseja conhece mais da AFI.

Se for um membro AFI, faça seu login para visualizar outros conteúdos

Nova Série

Mais…
Jesus — Sua Vida e Mensagem
Princípios fundamentais dos Evangelhos sobre os quais construirmos nossas vidas.
A Prática do Cristianismo
Como aplicar os ensinamentos da Bíblia ao nosso cotidiano e decisões diárias.
Mais como Jesus
Tornar-se semelhante ao Cristo.
Análise do Equilíbrio da Vida
Cultivar e nutrir uma vida saudável e equilibrada.